(Republicação) Rosa Marafona: de foice na mão!

36210

Ter uma foice na mão enquanto se trava uma discussão acesa com outra pessoa nunca é bom sinal, ainda para mais se do outro lado estiver alguém com uma pedra pronta a ser atirada… A história que se conta a seguir passou-se há 67 anos, no lugar de Barros. Rosa Marafona tinha um objectivo: acusar a Emília Macedo, a “Maceda”, pelo alegado roubo de mato a um proprietário da freguesia de Arcos. O sr. Torres – assim se chamava o tal proprietário – ouviu a denúncia de Rosa e decidiu ele mesmo inteirar-se da situação. Para tal, acompanhado de Rosa, deslocou-se à casa de Emília Macedo “com os melhores intuitos”. Uma vez lá chegado, a “Maceda” negou tudo e disse que o mato foi retirado de uma propriedade ali perto. Decontente com a resposta e como a “Maceda” se preparava para atirar uma pedra, Rosa Marafona respondeu de imediato lançando uma foice que tinha em seu poder, atingindo a sua oponente de raspão na cabeça e nas mãos. A escorrer sangue, Emília apresentou queixa junto do Regedor da Junqueira e seguiu para a Farmácia…

Publicado originalmente no Junqueira Antiga a 29 de Agosto de 2013.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s