Junqueira Antiga: oito anos a reconstruir memórias

Foto1

Junqueira Antiga celebra hoje o seu oitavo aniversário. O que começou por ser um espaço de divulgação de notícias do passado sobre a freguesia tornou-se pouco a pouco num repositório da memória de centenas e centenas de junqueirenses que viveram o século XX.

Na sequência do trabalho de pesquisa dos artigos do jornal Renovação referentes à Junqueira, e que levou à criação das primeiras páginas de junqueirenses criadas, o nosso objectivo passou então a ser o de procurar outros nomes de pessoas que não apareceram nos jornais da época mas que são igualmente importantes para entender a história recente da freguesia. Nesse sentido, procurámos fontes mais fidedignas, como os registos paroquiais e os registos de passaportes, hoje felizmente disponibilizados on-line.

Nos últimos tempos, e ajudados pelo trabalho de base entretanto realizado, temos centrado as nossas pesquisas na emigração junqueirense para o Brasil, através do registo diversos. Para além da evidente importância destes documentos, eles permitem igualmente adicionar uma outra camada de qualidade: a fotografia. É agora possível, para um cada vez maior número de casos, recordar a cara de um familiar ou amigo há muito desaparecido, por exemplo.

Foto2

De referir, finalmente, a importância dos leitores deste projecto. Em oito anos recebemos visitas de todos os continentes e dos sítios mais improváveis. Recebemos igualmente, mensagens de muitos junqueirenses que procuram saber mais sobre os seus antepassados; outros há que ajudam a decifrar elementos menos perceptíveis nas páginas dessas pessoas; e há ainda também quem nos tenha escrito a pedir informações sobre uma terra que não conhecem mas de onde há décadas saíram os seus familiares em busca de um futuro melhor.

O nosso objectivo imediato passa por continuar a “resgatar” os emigrantes junqueirenses no Brasil, e ao mesmo tempo vasculhar o jornal República e o Boletim Paroquial da Junqueira. Um trabalho que deverá ficar completo até final de 2017. Mas o verdadeiro esforço, o da preservação da memória, não terminará jamais.

Muito obrigado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s