Amélia da Silva Ribeiro Nogueira

Dados biográficos:

– casada com Horácio da Silva Nogueira

– mãe de Mariana da Silva Nogueira, (Alice Nogueira?) e Laurentina da Silva Nogueira

 

Notícias completas:

15 DE JANEIRO DE 1955 Na Junqueira Festa na Escola Feminina No passado dia 2, realizou-se na Escola Feminina desta freguesia uma encantadora festa de caridade, dirigida e organizada pela distinta Professora sra. D. Maria Júlia de Mesquita Ramos. Teve como finalidade a distribuição de agasalhos às crianças mais pobres. Contribuíram para a festa uma importante verba oferecida pela Assistência Médico-Social e a generosidade e boa compreensão das sras. D. Mafalda Gomes Machado, Cândida Ferreira da Costa Várzea, Alice da Silva Nogueira, Amélia Ribeiro Nogueira, Beatriz Rainha, Matilde Ferreira Várzea, Fernanda de Freitas Faria, Ana Pinto Ferreira Quinteira, Maria Pinto Ferreira, Lizete da Costa Ferreira Magalhães, Constância Leite de Sá, Felismina Félix Aguiar, Maria da Assunção Caldas de Mesquita, Maria Eugénia da Costa Fernandes, Guilhermina Ferreira Campos, Emelina Campos Costa e o menino José César Cardoso Pinto Ferreira. Também foram oferecidos pelo Laboratório Bial, por intermédio do nosso conterrâneo, sr. Dr. António Ferreira da Costa, uma grande quantidade de remédios que serão distribuídos às crianças, conforme as necessidades físicas e por indicação médica dos clínicos que prestam auxílio nesta Obra de Assistência. O montante de agasalhos fornecidos às crianças foi de 1.277$00, afora os medicamentos. Ao acto compareceram as pessoas mais gradas e representativas da freguesia, bem como um grande número de espectadores, que assistiu, comovido e encantado, a esta festa. À Mesa, presidiu o dr. Carlos Pinto Ferreira, ilustre Presidente do nosso Município; era ladeado, à direita, pelos srs. Pe. Manuel Gomes Fernandes, Pároco da Junqueira, Manuel Gonçalves de Sá, Regedor; Dr. António Ferreira da Costa e António Augusto G. Amorim; à esquerda, sentaram-se os srs. Horácio da Silva Nogueira, Presidente da Junta; e Eng. José Várzea. A abrir a sessão, usou da palavra o sr. Dr. Pinto Ferreira que, num brilhante improviso, focou o significado e o alto valor da obra realizada pela Assistência Médico-Social, lembrando quanto se tem feito nesta terra, por intermédio daquele organismo. Acabou por dar a boa nova da fundação de uma Cantina Escolar, com o fim de serem distribuídas sopas, diariamente, às crianças pobres, sub-alimentadas. Para isso, dirigiu palavras de apelo e compreensão aos habitantes da freguesia, para darem a sua cooperação e auxílio a esta importante Obra de Beneficiência e Caridade. As suas palavras foram veementemente aplaudidas por toda a assistência, que mostrou a sua plena adesão àquela ideia. Falou, em seguida, a professora da Escola Feminina, sra. D. Maria Júlia de Mesquita Ramos. Começou por pronunciar sentidas palavras de agradecimento a todas as pessoas que contribuíram, de algum modo, para que esta festa se realizasse, destacando, em primeiro lugar a acção do sr. Dr. José Aroso, poderoso impulsionador da Obra de Assistência Escola, e da qual se deve a sua instituição nesta terra, expressando, em seguida, o seu pesar por não poder estar presente. Em segundo lugar, dirigiu as suas palavras, também de gratidão, ao sr. Dr. Carlos Pinto Ferreira, pelo muito que tem feito pelas crianças das escolas e, de uma maneira geral, por toda a freguesia. “Através da sua acção – afirmou – verifica-se o veemente desejo de dar solução aos problemas mais urgentes da sua terra, que ele quereria ver próspera e feliz. Para tudo que tenda a beneficiar os seus conterrâneos, o sr. Dr. Carlos Pinto Ferreira está pronto a dar o melhor do seu coração e do seu esforço“. Focou, em seguida, o quanto se deve ao sr. Dr. António Ferreira da Costa, por intermédio de quem tem sido oferecida grande quantidade de medicamentos, pelo Laboratório “Bial”, que têm garantido uma boa assistência higiénica às crianças. Agradeceu, também, aos distintos clínicos que, de bom grado, se prontificaram a colaborar nesta Obra de Assistência Escolar, srs drs. Sampaio de Araújo, Eduardo Campos Costa e Alfredo Peniche. Finalmente, dirigiu palavras de louvor às senhoras que contribuíram tão generosamente com as suas dávidas. Depois destas palavras, as crianças entoaram diversas canções e recitaram várias poesias, alusivas à quadra festiva do Natal. Por fim, procedeu-se à distribuição das roupas e agasalhos a 52 crianças que, comovidamente, as iam recebendo das mãos do sr. Dr. Pinto Ferreira. Parabéns a todos quantos contribuíram para esta festa de Beneficiência e Caridade e, em especial, à sra. D. Maria Júlia de Mesquita Ramos, distinta professora da Escola Feminina, que é digna dos melhores elogios, pela maneira brilhante como soube organizá-la. – C.

1 DE SETEMBRO DE 1956 Junqueira, 27 Casamentos No passado dia 23 do mês corrente, realizou-se p enlace matrimonial da menina Maria Amélia Nogueira Amorim, filha do sr. Paulino da Costa Amorim e da sra. D. Maria da Silva Nogueira e neta do sr. Horácio da Silva Nogueira, digno Presidente da Junta desta freguesia e da sra. D. Amélia da Silva Ribeiro, com o sr. Paulino Gomes da Costa Amorim, filho do sr. José da Costa Amorim (já falecido) e da sra. D. Maria Gomes da Silva Casanova.O casamento realizou-se no Santuário do Sameiro, em Braga, tendo presidido ao acto solene e celebrado a Missa o reverendo Pe. Manuel Baptista de Sousa, Pároco dos nubentes, acolitado pelo reverendo Pároco Manuel Gomes da Costa, Pároco de Gavião. Paraninfaram a cerimónia religiosa o sr. Comendador Francisco de Lima Amorim e sua ex.ma esposa, sra. D. Georgete Amorim. Findo o acto religioso, teve lugar, num Restaurante daquela cidade, o almoço; e, pelas 20 horas, foi oferecido a todos os convidados, em casa do noivo, um primoroso copo de água, durante o qual o nosso reverendo abade, numa brilhante alocução, enalteceu as qualidades dos nubentes, formulando votos pelas suas constantes felicidades. Agradeceu, comovido, o avô da noiva, sr. Horácio Nogueira. Aos noivos, endereçamos os nossos sinceros e prósperos dias no futuro.

21 DE SETEMBRO DE 1957 Junqueira, 16 Bodas de Ouro – Celebraram as suas bodas de ouro matrimoniais, no passado dia 14 do corrente, o sr. Horácio da Silva Nogueira, digno Presidente da Junta desta freguesia, e sua esposa, a sra. D. Amélia da Silva Ribeiro. Os filhos e netos, numa pequenina festa familiar, testemunharam aos seus progenitores, sentimentos de gratidão, envolvendo-os num afectuoso amplexo de ternura e de amor filial. Outra coisa não merecia, com efeito, quem sempre colocou o interesse dos filhos acima do comodismo pessoal. Os nossos parabéns e desejos sinceros de que, daqui a 25 anos, comemorem as suas Bodas de Diamante. – C.

12 DE DEZEMBRO DE 1959 Junqueira, 2 Casamento No passado dia 28 de Novembro, contraíram matrimónio na Igreja Paroquial desta freguesia, a menina Maria Alice Nogueira Amorim, filha do sr. Paulino da Costa Amorim e da sra. D. Mariana da Silva Nogueira e neta do sr. Horácio da Silva Nogueira e da sra. D. Amélia da Silva Ribeiro, e o sr. Júlio Balazeiro Amorim, filho do sr. Júlio da Costa Amorim e da sra. D. Maria Balazeiro Amorim. O acto religioso, que foi celebrado pelo pároco desta freguesia, teve início às 11 horas. No fim, o celebrante fez a costumada alocução, lembrando aos noivos os seus novos deveres de marido e esposa e indicando-lhes o caminho a seguir para encontrarem a felicidade no matrimónio. Findas as cerimónias religiosas, os convidados dirigiram-se para a Quinta do Cerqueiral, propriedade do avô da noiva, onde foi servido um lauto banquete. Aos brindes falaram os srs. Dr. Carlos Pinto Ferreira e Pe. Manuel Gomes da Costa, ex-pároco desta freguesia, que enalteceram as qualidades dos noivos e de suas famílias, augurando-lhes um futuro risonho e feliz. Em seguida, o sr. Horácio da Silva Nogueira, avô da noiva, agradeceu a todos os convidados a sua presença e dirigiu os últimos conselhos. Pelas 18 horas, os convidados acompanharam os nubentes à sua nova residência, no lugar de Chantada, onde lhes foi servido um finíssimo copo de água. Aos noivos, os nossos desejos de que constituam um lar, onde reine sempre a paz e a alegria. – C.

1 DE JUNHO DE 1968 Falecimentos Horácio da Silva Nogueira Na passada quinta-feira e na sua residência no lugar do Cerqueiral, em S. Simão da Junqueira, faleceu com a idade de 84 anos o sr. Horácio da Silva Nogueira, abastado proprietário naquela freguesia, e nosso prezado assinante. O saudoso extinto, era casado com a sra. D. Amélia da Silva Ribeiro e pai das sras. D. Laurentina, Alice e Mariana da Silva Ribeiro; sogro dos srs. Joaquim Martins Ferreira Azevedo, Alfredo Moreira Maia, e Paulino da Costa Amorim. Deixa ainda numerosos netos. O seu funeral, que constituiu uma das maiores manifestações de pesar naquela freguesia, teve lugar no dia seguinte, da residência para a Capela de Nossa Senhora da Graça, onde teve missa de Corpo Presente com ofício e daí para o cemitério paroquial, onde o corpo ficou inhumado em jazigo de família. Com a morte do sr. Horácio Nogueira, Vila do Conde perde um dos mais prestantes homens do seu concelho. Embora natural de Beiriz, o extinto, radicado por casamento em S. Simão da Junqueira, muito cedo, pelos seus dotes de trabalho, pela sua honestidade e ampla visão, foi chamado a intervir nas coisas da freguesia; e não só nesta: a sede também o escolheu para servir na Edilidade. Foi ainda um dedicado amigo do nosso jornal. Proprietário de uma grande casa de lavoura, serviu a agricultura do nosso concelho; e como se isso não bastasse, ainda encontrou tempo para servir os destinos da Junqueira e de Vila do Conde. A sua palavra honrada, as qualidades de trabalho, a amizade que a todos dispensava e os serviços que a Vila do Conde prestou, ficarão na memória de todos aqueles que tiveram o prazer e a honra de ser amigos de tão prestante cidadão. Foi Vereador da Câmara Municipal desta vila; 1° secretário do Grémio da Lavoura, cerca de 20 anos; Presidente da Junta de Freguesia de S. Simão da Junqueira, cargos que ocupou entre muitos outros, no momento impossíveis de enumerar. Não admira, pois, a quantidade e qualidade de pessoas que foram no dia do seu funeral, prestar junto aos seus restos, a última homenagem. Renovação apresenta a toda a família enlutada o seu cartão de sentidos pêsames.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s