Ana Rosa Leite de Sá (falecida)

Dados biográficos:

– mãe de Constança Leite de Sá e de Manuel Domingues Leite de Sá

– sogra de Adelina Dias de Figueiredo

– falecida em Agosto de 1957

Notícias completas:

– deu 75$00 para a Santa Casa da Misericórdia, 1939

23 DE NOVEMBRO DE 40 Publicamos hoje a relação dos subscritores do nosso concelho que, amavelmente, contribuíram para a compra dos novos instrumentos de que a nossa banda de música está sendo dotada. (…) Junqueira – D. Ana Rosa Leite de Sá, 10$00; António Magalhães, 7$50; Padre António J. da Costa e Horácio Dias, 5$00; e Viscondessa Costa, 2$00.

7 DE MAIO DE 1949, Junqueira 1 Também numa Casa de Saúde da mesma cidade, deve ser operada por estes dias a menina Constança Lopes de Sá, filha da sra. Ana Rosa Leite. A ambos desejamos as melhores felicidades.

3 DE JUNHO DE 1950 Junqueira, 29 Seguiu para o Porto, de onde partirá para Roma, numa das peregrinações do Ano Santo, a menina Constança Leite de Sá, filha da sra. D. Ana Leite de Sá, desta freguesia. Desejamos-lhe feliz viagem. – C.

10 DE AGOSTO DE 1957 Junqueira, 5 Falecimento – Pelas 5 horas da madrugada do passado dia 1 do corrente, faleceu na sua residência, do lugar de Barros, desta freguesia, confortada com os Sacramentos da Santa Madre Igreja, a sra. D. Ana Rosa Leites. A saudosa extinta, que era viúva e contava 70 anos de idade, era mãe da sra. D. Constança Leite de Sá e do sr. Manuel Domingues Leite de Sá e sogra da sra. D. Adelina Dias de Figueiredo. De profundos e convictos sentimentos religiosos, a falecida era senhora de raras virtudes, cultivando sobretudo a caridade, que a tornou uma das pessoas mais queridas e estimadas do povo desta terra. O funeral real realizou-se no dia seguinte pelas 9 horas da manhã, de casa para o Cemitério Paroquial, onde a falecida foi sepultada em jazigo de família, e foi uma prova eloquente de gratidão o grande número de pessoas, quer da terra, quer das freguesias vizinhas, que a ele assistiram. Por alma da saudosa extinta foi celebrada missa de corpo presente e rezado ofício. Conduziu a chave da urna o sr. Dr. Carlos Pinto Ferreira e a taça com a toalha o sr. Manuel Dias de Figueiredo, de Rio Mau. No próximo dia 7, é celebrada a missa do 7º dia. À família enlutada, os nossos sentidos pêsames.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s