Dados biográficos:

  • irmão de Helena da Silva Campos, Palmira, Aurora, Rita, Alzira, Elisa e Maria da Costa Campos
  • filho de Ana Ferreira Campos e Manuel Lopes da Costa
  • casado com Arminda Lopes da Silva Félix
  • pai de Joaquim, Manuel, Zeferino, Marcelino, Alice, Elisa e Júlio Lopes Ferreira Campos

SerafimdaCostaCampos.png

Arquivo Distrital do Porto

Registo de Passaportes – Livro 85

Referência: PT-ADPRT-AC-GCPRT-J-E-032-3613_m0278.png

SerafimdaCostaCampos2SerafimdaCostaCampos2b

Fonte: FamilySearch.org

Notícias completas:

30 DE SETEMBRO DE 1950 Pela Polícia Municipal (…) Helena da Silva Campos, contra seus irmãos Serafim, Palmira, Aurora, Rita, Alzira, Elisa e Maria da Costa Campos, todos de S. Simão da Junqueira, por se recusarem socorrer sua velha mãe – Ana Ferreira Campos, viúva de 78 anos – que se encontra sem recursos e em precárias condições de saúde. (…)

7 DE OUTUBRO DE 1950 Rectificando No nosso último número, e na secção “Pela Polícia Municipal”, foi publicada uma queixa em que Helena da Silva Campos, da Junqueira, participava contra seus irmãos Serafim, Aurora, Rita, Alzira, Elisa e Maria da Costa Campos, por se recusarem a contribuir para o sustento de sua velha mãe – Ana Ferreira Campos. Procurou-nos, porém, o sr. Serafim da Costa Campos – um dos arguidos – para nos dizer que não é verdade tal afirmação – pelo menos na parte que lhe diz respeito – pois já há muito tempo, como é do domínio público naquela freguesia, que contribui para o sustento da sua mãe. Aqui fica feita a rectificação.

7 DE OUTUBRO DE 1967 Esclarecimento Eu, abaixo assinado, Serafim da Costa Campos, proprietário na freguesia da Junqueira, venho esclarecer o seguinte: Em 10 de Março de 1967, fui surpreendido por um mau vizinho que se lembrou de vedar com um portal de ferro, uma cangosta de minha pertença, denominada “Cangosta de Milagres”, desde há muitos anos, na qual eu despejava os pingantes do meu prédio, existindo também, na parede do mesmo, um “cachorro” de pedra com siliência (?), indicando que a cangosta me pertencia, e até porque também na citada cangosta, e no extremo do prédio do vizinho, existia também um marco, que ainda existe, dando alinhamento a uma antiga parede ali existente e que também dá alinhação para endentação de uma parede de minha propriedade. Como verifiquei tal injustiça, vi-me obrigado, depois de várias vezes ter sido insultado e maltratado pelo mau vizinho e seus conselheiros, que me obrigaram a recorrer ao Poder Judicial, que, depois de diversos julgamentos, acabou por provar que o direito me pertencia. Durante o período em que a questão transitou no Tribunal, fui eu, e até por vezes pessoas da minha família, insultado com palavras imorais, que só costumam ser proferidas por pessoas de pouca ou nenhuma educação. Como na presente ocasião, e à ordem do Tribunal desta Comarca, já se encontra retirado o dito portão, e juntamente também será retirado um beiral de telhas pingantes, com despejo de águas para a minha cangosta, o qual foi também colocado, por maldade, na mesma altura em que colocaram o portão, conforme sentença judicial assim o ter ordenado: Cumpre-me o dever de comunicar a todas as pessoas da referida freguesia da Junqueira, e vizinhas, o favor de, caso lhes interessar, visitarem a citada cangosta para se certificarem dos vestígios lá existentes e, assim, ficarem cientes de que agi em minha legítima defesa, pelo terreno me pertencer e nunca com a ideia de pretender levar aquilo a que não tinha direito. A citada cangosta estará por algum tempo patente ao público e às pessoas interessadas e que a mesma queiram visitar, para se certificarem da verdade, findo o qual será por mim vedada pelo processo que já lá existiu, há anos, e que ainda lá existe no cunhal de meu prédio: uns chumbadouros, que provam ter existido ali uma cancela de vedação. A todos me confesso muito grato. Vila do Conde, 4 de Outubro de 1967 Serafim da Costa Campos (Segue-se o reconhecimento).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s